Arquivo do blog

quarta-feira, 22 de junho de 2011

E Milton Santos com o #ForaMicarla? E a Geografia com o #ForaMicarla?


     Era o ano 2000, o mestre Milton Santos lançava seu último e maravilhoso livro: "Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal"

     Era o mês de junho de 2011, centenas de jovens e demais cidadãos natalenses insatisfeitos com Gestão (?) da Prefeita Micarla de Sousa ocuparam a Câmara Municipal dos Vereadores eivada de inoperância e corrupção, com o intuito de forçar investigações sobre a indigestão, digo, gestão da prefeita.

     Tudo bem, isso eu já entendi, mas o que tem uma coisa a ver com a outra Emanuell? Se eu disser TUDO, você acredita? Não? Então leia até o fim. Se sim, leia do mesmo jeito e compartilhe desse maravilhoso pensamento comigo.

                     

     Nesse maravilhoso livro, e melhor adjetivo para ele não existe, o professor Milton Santos fala sobre a Globalização em TRÊS vertentes, como: Fábula, Perversidade e como POSSIBILIDADE.

     No sentido de fábula, ele nos mostra a capacidade da Globalização em criar um ambiente propício ao pensamento de que TODOS têm os mesmos direitos (esquecendo que também teriam os mesmos deveres), mesmas possibilidades etc. A perversidade da Globalização advém pelo simples fato dessa igualdade se encontrar apenas no plano econômico, no sentido de que só somos iguais se tivermos os mesmos sapatos, as mesmas roupas de marca etc. Isto é, é o homem coisificado. Mas o texto não é sobre Globalização em si, é tanto que não me aprofundei na complexa pequena amostra da obra de Milton Santos.


Quero tratar mesmo do terceiro item, a Globalização como POSSIBILIDADE, onde entro diretamente no tema do texto. Santos nos instiga a ver a Globalização não como inimiga completa, mas sim como uma saída contra a própria opressão que ela por ventura gera.

Essa saída se encontra no uso dos meios tecnológicos que a Globalização usa para se propagar e passar a errônea idéia da "diminuição das distâncias" (para quem e quando? - é a Fábula da Globalização). Ou seja, estamos falando da INTERNET stricto sensu.

Aqui em Natal no movimento social suprapartidário do #ForaMicarla a internet foi instrumento de suma importância para o nosso sucesso. As redes sociais, como o twitter @XoInseto @BlockdeMicarla @ForaMimi @ForaMiMiMi @PrefeitaMicarla etc e todos os demais cidadãos em perfis próprios lutando, bem como o Facebook, o Orkut, os blogs (cá está um exemplo, isto que lês) foram nossas bases de informação, e melhor, propagação da informação CORRETA.

Fizemos, o que Milton Santos já defendia há décadas. Usamos as armas "deles, contra eles". Se a mídia deles está contra nós, façamos a nossa etc.


4 comentários:

  1. Execelente texto Miguel... e viva a Globalização como Possibilidade e não como fábula, se é que vc me entende (piada interna) kkkkkkkkkkkkkkkk!!!

    ResponderExcluir
  2. Vc conseguiu extrair verdadeiramente as idéias de Santos. Não tinha pensado na relação que vc fez. A internet foi nossa arma no #ForaMicarla, se as mídias são deles, as redes sociais são nossas!!!

    ResponderExcluir
  3. professor, mandei um email pro senhor com o assunto "texto"

    ResponderExcluir

Seja crítico. Adoro críticos porque adoro criticar os críticos.

(Como muitos não conseguem comentar, façam o seguinte: escolha o item Nome/URL e coloque apenas seu nome, sem nada na URL e envie o comentário. Obrigado)