Arquivo do blog

quarta-feira, 22 de junho de 2011

E Milton Santos com o #ForaMicarla? E a Geografia com o #ForaMicarla?


     Era o ano 2000, o mestre Milton Santos lançava seu último e maravilhoso livro: "Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal"

     Era o mês de junho de 2011, centenas de jovens e demais cidadãos natalenses insatisfeitos com Gestão (?) da Prefeita Micarla de Sousa ocuparam a Câmara Municipal dos Vereadores eivada de inoperância e corrupção, com o intuito de forçar investigações sobre a indigestão, digo, gestão da prefeita.

     Tudo bem, isso eu já entendi, mas o que tem uma coisa a ver com a outra Emanuell? Se eu disser TUDO, você acredita? Não? Então leia até o fim. Se sim, leia do mesmo jeito e compartilhe desse maravilhoso pensamento comigo.

                     

     Nesse maravilhoso livro, e melhor adjetivo para ele não existe, o professor Milton Santos fala sobre a Globalização em TRÊS vertentes, como: Fábula, Perversidade e como POSSIBILIDADE.

     No sentido de fábula, ele nos mostra a capacidade da Globalização em criar um ambiente propício ao pensamento de que TODOS têm os mesmos direitos (esquecendo que também teriam os mesmos deveres), mesmas possibilidades etc. A perversidade da Globalização advém pelo simples fato dessa igualdade se encontrar apenas no plano econômico, no sentido de que só somos iguais se tivermos os mesmos sapatos, as mesmas roupas de marca etc. Isto é, é o homem coisificado. Mas o texto não é sobre Globalização em si, é tanto que não me aprofundei na complexa pequena amostra da obra de Milton Santos.


Quero tratar mesmo do terceiro item, a Globalização como POSSIBILIDADE, onde entro diretamente no tema do texto. Santos nos instiga a ver a Globalização não como inimiga completa, mas sim como uma saída contra a própria opressão que ela por ventura gera.

Essa saída se encontra no uso dos meios tecnológicos que a Globalização usa para se propagar e passar a errônea idéia da "diminuição das distâncias" (para quem e quando? - é a Fábula da Globalização). Ou seja, estamos falando da INTERNET stricto sensu.

Aqui em Natal no movimento social suprapartidário do #ForaMicarla a internet foi instrumento de suma importância para o nosso sucesso. As redes sociais, como o twitter @XoInseto @BlockdeMicarla @ForaMimi @ForaMiMiMi @PrefeitaMicarla etc e todos os demais cidadãos em perfis próprios lutando, bem como o Facebook, o Orkut, os blogs (cá está um exemplo, isto que lês) foram nossas bases de informação, e melhor, propagação da informação CORRETA.

Fizemos, o que Milton Santos já defendia há décadas. Usamos as armas "deles, contra eles". Se a mídia deles está contra nós, façamos a nossa etc.


quarta-feira, 15 de junho de 2011

POR FAVOR NATAL - Vídeo-Paródia #ForaMicarla

Um apelo a sua consciência, um apelo pela democracia, um apelo contra o autoritarismo:


Parabéns aos amigos Tiago Aguiar pela filmagem e demais integrantes do "Pau e Lata", além de Luiz Fernando pela interpretação: voz e violão.

domingo, 12 de junho de 2011

Carta do Movimento #ForaMicarla

Posto aqui, na íntegra, a Carta Oficial do Movimento #ForaMicarla:



Hoje, em mais uma manifestação promovida pelos e pelas integrantes do movimento #ForaMicarla, diversos grupos de atuação política (formais e informais, partidários e apartidários, todos unidos pela consciência do seu dever cívico para com a cidade onde vivem) ocuparam o pátio interno da Câmara Municipal de Natal. Esse é mais um ato que expressa o repúdio à péssima administração que vem sendo realizada pelo atual governo do município. Um grupo que tem como símbolo maior a própria prefeita, Micarla Araújo de Sousa Weber, mas que é composto também pela vice-prefeitura e pela maioria dos vereadores.
Nós defendemos não apenas uma simples retirada da prefeita do cargo que ocupa, mas também, impreterivelmente, que tanto a própria Câmara Municipal quanto o Ministério Público do Rio Grande do Norte ajam para investigar as ações da prefeitura e do poder legislativo com maior afinco. Que essas instituições se coloquem ao lado do povo, em uma defesa intransigente dos direitos das cidadãs e dos cidadãos. Nós do movimento #ForaMicarla acreditamos que fazemos a nossa parte ao provocar as autoridades da cidade para que tomem o rumo da moralização e do fortalecimento do poder público em benefício da sociedade natalense.
Se algumas dessas autoridades alegam que “não existem provas” para que o curso de uma ação mais contundente seja tomado, nós podemos certamente listar muitas evidências para nortear o caminho dos trabalhos que estamos exigindo.
Eis algumas das causas da nossa justa raiva, entremeadas por questionamentos e sugestões:
• Aluguéis e compras vêm sendo efetuadas com notório superfaturamento dos preços; há necessidade de uma CEI dos aluguéis isenta, que não esteja sob domínio da bancada situacionista (a relatoria e a presidência estão ocupadas por vereadores micarlistas).
• Descaso com o Transporte Público: buracos em inúmeras ruas e avenidas da cidade; sucessivos aumentos da passagem de ônibus; falta de licitação para a prestação do serviço de ônibus; falta de ampla discussão acerca de uma reforma ou cancelamento do Termo de Ajustamento de Conduta que regulamente os aumentos na tarifa.
• Descaso com o Meio Ambiente: derrubada de centenas de árvores sem que haja uma contrapartida satisfatória na criação de áreas verdes; caos administrativo na Urbana, afetando a coleta de lixo e abalando o vínculo empregatício dos garis que trabalham para a sociedade.
• Descaso com a Educação: merenda estragada nas escolas municipais; péssimas condições de trabalho e estudo, além da falta de vagas ofertadas para o ensino fundamental.
• Descaso com a Saúde: terceirização injustificada (ou justificada pela confissão de incompetência) do atendimento à população; propaganda enganosa acerca da real relação custo/benefício que ocorre na implementação de AMEs e UPAs, além da privatização do setor.
• Falta de canais de participação popular no processo orçamentário, o que resulta em absurdos como os R$200.000,00 destinados para um inexistente “Zoológico” da cidade.
• Ocorrência de nepotismo na administração pública; ocupação de cargos comissionados, estágios e secretarias por parentes e cabos eleitorais de políticos que estão no governo.
• Falta de transparência nas contas públicas; a dispensa de licitação (recurso emergencial) tornou-se a norma nos processos de contratação de serviços e na compra de materiais de custeio (como exemplo podemos citar o caso da compra de 2.500 copos descartáveis por R$3.765, informação que está no Diário Oficial).
• Falta de projeto de governo: daí decorre a substituição constante de secretários; além de diversas obras paralisadas ou atrasadas.
• Falta de fiscalização do Plano Diretor: verticalização excessiva em áreas onde a lei não permite que isso aconteça; aumento do IPTU sem que a população usufrua de maiores benefícios custeados pelo imposto.
• Falta de pagamento aos artistas que prestaram serviços à Funcarte, e proibição das manifestações artísticas de rua e demais locais públicos que não sejam previamente autorizadas pela administração municipal.
• Falta de pagamento a diversos fornecedores e prestadores de serviços, o que tem prejudicado, entre outras coisas, a manutenção da infra-estrutura e da qualidade do ensino nas escolas do ensino fundamental;
• Gasto excessivo e imoral com publicidade e propaganda, enquanto áreas essenciais estão sendo prejudicadas por falta de recursos; propaganda enganosa custeada com dinheiro público, que não condiz com a realidade que observamos no município.
Os pontos acima listados são uma parte dos motivos que tem feito milhares de pessoas saírem às ruas nas últimas semanas. Queremos pressionar e dialogar com o poder público para que as devidas averiguações e cabíveis providências legais sejam tomadas. Não vamos desistir dessa luta! Continuaremos vigilantes, empenhadas e empenhados em conscientizar e mobilizar a população de Natal contra governos como o da prefeita Micarla de Sousa.
Ass.: Coletivo Popular #ForaMicarla e #XoInseto

quarta-feira, 8 de junho de 2011

EXTRA EXTRA Nota de Jornal sobre o (Des)Governo Micarla de Sousa

Faço questão de postar aqui o texto do meu amigo Alan Michel sobre Micarla.

Vamos rir, porque chorar já está demais!!!

"Em seu mais novo trabalho, a prefeita de Natal, Micarla Borboletinha de Souza, ensina passos avançados de como causar o caos e conseguir a antipatia do eleitorado. O intitulado “Tutorial Básico de Como Destruir uma Cidade em 4 Anos” já é bastante comentado por especialistas que afirmam desconhecer qualquer outra obra que consiga ser tão sucinta e eficaz, visto que o livro possui apenas um capítulo de uma pagina e uma frase.

"É o que há de melhor depois do grande dilúvio" - The New York Times - sobre o potencial do livro

"É uma cilada, Bino!" - Pedro - sobre o livro

"Você quis dizer: falta de vergonha na cara" - Google - sobre o conteúdo do livro

"Experimente também: Corrupção" - Sugestão do Google para o título do livro

"Rapariga!" - Senso comum sobre a autora

"Quase tão bom quanto o meu Roundhouse Kick" - Chuck Norris sobre a obra da prefeita"

"Na União Soviética o buraco cai em você" - Reversal Russa sobre uma das conseqüências do livro

"Filha da Puta!" - Dercy Gonçalves - Sobre a autora"

Alan Michel - Jornalista nas horas vagas